QUINTA-FEIRA
29 de Junho de 2017 | 03:05

Miguel Carvalho em homenagem a Rosinda Teixeira

Publicado a 18/05/2017 NOTÍCIAS

Será no sábado, em São Martinho do Campo, que o autor do livro "Quando Portugal Ardeu" vai aproveitar uma apresentação da obra para homenagear uma das vítimas da rede bombista de extrema-direita há 41 anos.


O jornalista Miguel Carvalho vai apresentar o seu livro "Quando Portugal Ardeu" em São Martinho doCampo (Santo Tirso), no sábado, a partir das 15h30 e a ocasião será aproveitada para que Rosinda Teixeira, uma das vítimas da rede bombista de extrema-direita, com operacionais sob a liderança de Ramiro Moreira, há 41 anos.

A história de Rosinda é uma das que constam numa obra que terá como apresentador Luís Humberto Marcos, diretor do Museu Nacional da Imprensa que investigou os acontecimentos daquela altura, então na qualidade de jornalista do Diário de Lisboa.

A apresentação, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Santo Tirso e da Junta de Freguesia de Vila Nova do Campo, será feita no mesmo local onde Rosinda Teixeira foi assassinada. O momento será ainda aproveitado para a revelação de uma placa que visa lembrar "os trágicos acontecimentos", registados depois do Verão Quente e do 25 de novembro de 1975.

Nascido no Porto em 1970, Miguel Carvalho é jornalista há 27 anos, tornou-se Grande Repórter da Visão a partir de dezembro de 1999 e é membro do Conselho Geral do Sindicato dos Jornalistas. Dez anos antes completara o Curso de Radiojornalismo do Centro de Formação de Jornalistas do Porto e também trabalhou no Diário de Notícias e no semanário O Independente. Em 2008 conquistou o Prémio Orlando Gonçalves e, no ano seguinte, o Grande Prémio Gazeta do Clube de Jornalistas.

Versão para Imprimir