TERÇA-FEIRA
28 de Março de 2017 | 14:48

Deontológico analisa queixa de Fernanda Câncio contra jornalistas do CM

Publicado a 03/12/2015 CONSELHO DEONTOLÓGICO, NOTÍCIAS

Jornalista do Diário de Notícias acusou três jornalistas do Correio da Manhã de "difamação e violação da vida privada".


Os jornalistas do Correio da Manhã Ana lsabel Fonseca, Eduardo Dâmaso e Tânia Laranjo, acusados pela jornalista Fernanda Câncio de não respeitarem a privacidade desta em notícias que publicaram sobre o processo judicial que envolve o ex-primeiro-ministro José Sócrates, não puseram em causa o ponto 9 do Código Deontológico do Jornalistas, entende o Conselho Deontológico (CD) do Sindicato dos Jornalistas.

Aqueles jornalistas "puseram em causa o dever de obedecer aos princípios da imparcialidade e do contraditório", concluiu o CD.

O texto completo da deliberação encontra-se em anexo.

Ficheiros em Anexo

Queixa 9/Q/2015
Versão para Imprimir