Etiqueta: Trabalho

SJ em mesa redonda do BE dedicada ao Trabalho

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) vai participar numa mesa redonda, organizada pelo Bloco de Esquerda (BE), dedicada ao tema do Trabalho, no quadro do debate sobre o Orçamento do Estado para 2021. A sessão, que se realiza hoje, terça feira, às 17h, no Hotel Mundial (Martim Moniz, Lisboa), será aberta por Catarina Martins e depois conduzida por José Soeiro e Manuel Carvalho da Silva, que darão a palavra a uma dezena de investigadores e dirigentes sindicais sobre o período que atravessamos.

Dia Internacional pelo Trabalho Digno

A PRÁXIS e a LOC/MTC – Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristão realizam, no próximo dia 7 de outubro, Dia da Jornada Internacional pelo Trabalho Digno, das 21h00 às 23h00, um webinar através de zoom para discutir a evolução das relações e formas de trabalho na era digital e  contribuir para uma visão e ação estratégica sindical, para uma consciência e mobilização, visando garantir a proteção e o futuro dos trabalhadores . As apresentações estão a cargo de Mafalda Troncho, diretora do escritório da OIT em Lisboa, e de Nuno Teles, economista, professor da Faculdade de Economia da Universidade Federal da Baía. Os interessados em participar no webinar  devem inscrever-se através deste formulário online – https://forms.gle/ADshNqe9va8kd6BA8 até dia 4 de outubro. Concluída a fase de inscrição  existe  a possibilidade de acompanhar a transmissão direta em regime de streaming deste debate na página do Facebook da Práxis. O programa completo pode ser consultado aqui.

SJ associa-se a debate sobre o teletrabalho no dia 16

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) associou-se ao debate sobre “Teletrabalho com direitos: a lei e a negociação coletiva”, que se vai realizar no dia 16 de junho, às 21 horas, por iniciativa da associação Práxis, de reflexão e debate sobre trabalho e sindicalismo. A iniciativa pretende promover a reflexão sobre os problemas e as propostas de regulação do teletrabalho e dos direitos dos trabalhadores. A videoconferência conta com um painel de quatro juristas especializados em Direito do Trabalho e quatro ativistas laborais, entre os quais Luís Simões, do SJ. O debate decorrerá no formato webinar, o que implica registo prévio (aqui: https://forms.gle/juEFTgq8WU6hqq1Z8), e poderá ser acompanhado também na página de Facebook da Práxis (aqui: https://www.facebook.com/events/545262412809932/). Os participantes inscritos poderão formular questões e comentários por escrito durante a videoconferência, que serão comentados pelos membros do painel.

Proteção social e do emprego em contexto de epidemia

Filipe Lamelas, um dos advogados que trabalha com o Sindicato dos Jornalistas, elaborou dois textos que poderão ser úteis para esclarecer sobre a proteção social e do emprego em situações de trabalho e não trabalho (https://colabor.pt/publicacoes/protecao-social-emprego-resposta-covid19/) e sobre o lay-off (https://jornalistas.eu/webdev/wp-content/uploads/2019/11/layoff-1.pdf).

Informação sobre medidas excecionais e temporárias aprovadas pelo Governo

O CRBA, escritório de advogados que presta aconselhamento ao Sindicato dos Jornalistas, elaborou três resenhas informativas sobre as medidas excecionais e temporárias aprovadas pelo Governo para o sector laboral. Os documentos (https://jornalistas.eu/webdev/wp-content/uploads/2019/11/Publicação1.pdf ; https://jornalistas.eu/webdev/wp-content/uploads/2019/11/Publicação2.pdf ; https://jornalistas.eu/webdev/wp-content/uploads/2019/11/Publicação3.pdf  podem ser úteis para esclarecer dúvidas e informar sobre os direitos dos trabalhadores no atual contexto de estado de emergência, provocado pela epidemia de Covid-19.

Covid-19 e as implicações no trabalho (dos jornalistas)

Com vista a combater a pandemia do novo coronavírus  (Covid-19), o Governo e a Direção-Geral da Saúde estão a decretar, como medida de contingência, o isolamento profilático de todos aqueles que possam ter estado em contacto com o vírus. Além disso, no dia 12 de março, decretaram o encerramento de todos os estabelecimentos de ensino, creches e ATL (entre outros), com efeitos a 16 de março. Tendo em conta que as referidas medidas impedem e/ou limitam a possibilidade  de as pessoas saírem de casa e, em alguns casos, também a continuação da atividade profissional, o Governo aprovou, no dia 13 de março, medidas excecionais e temporárias de (i) apoio  na doença e na parentalidade, quer para os trabalhadores por conta de outrem, quer para os trabalhadores independentes, e de (ii) incentivo ao teletrabalho, para os que se veem forçados ao isolamento profilático ou à prestação de assistência a dependentes a cargo, em razão das medidas de contingência decretadas. Assim, de… ler mais