Categoria: Geral

SJ saúda posição conjunta de Direções de Informação em defesa da liberdade de imprensa

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) saúda a posição conjunta das Direções de Informação de duas dezenas de órgãos de comunicação social portugueses contra quaisquer tentativas de condicionamento da liberdade de imprensa. Esta posição tem por base o caso, recentemente divulgado, da vigilância a jornalistas ordenada por agentes judiciais e executada por agentes policiais, numa clara violação do seu sigilo profissional e da proteção das fontes de informação. Esta posição – clara e coletiva, como a situação exige – reforça o apelo do SJ à Procuradoria-Geral da República (PGR), feito na altura em que a vigilância foi noticiada, para que esclareça este caso e apure responsabilidades. Em resposta, a PGR instaurou um “processo de averiguações” para “o apuramento das responsabilidades por eventual violação dos deveres funcionais”. O SJ escreveu igualmente ao Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media (SECAM), com conhecimento da Ministra da Cultura, por não compreender o seu silêncio face a este atentado à liberdade de imprensa, garantida… ler mais

Lançado Manual de Reportagem

O projeto REC (Repórteres em Construção), nascido há quatro anos, durante o 4º Congresso dos Jornalistas Portugueses, lançou hoje, 15 de janeiro, o livro «Manual de Reportagem» durante uma sessão online que reuniu mais de 60 pessoas. O livro, coordenado por Pedro Coelho, Ana Isabel Reis e Luís Bonixe, tem prefácio de Adelino Gomes e textos de vários jornalistas e investigadores que refletem sobre a reportagem, os seus desafios, exigência e importância. Maria Flor Pedroso, que apresentou o manual, lembrou como a reportagem é «o melhor laboratório da ética jornalística» e defendeu que esta nova obra deve fazer parte dos curricula de ensino do jornalismo. Pedro Coelho lamentou o quase desaparecimento da reportagem dos alinhamentos dos telejornais. Por isso, este manual pretendeu trabalhá-la em todas as suas dimensões, tentando contribuir para que volte a ser colocada nas agendas dos órgãos de comunicação. A nova obra, com mais de 300 páginas, editada pela labcom é de livre acesso (http://labcom.ubi.pt/ficheiros/202101151504-202009_manualreportagem_pcoelhoireislbonixe.pdf), mas poderá… ler mais

Jornalismo e Pandemia

Na próxima segunda-feira, 18 de janeiro, às 17h, o Webinar «Jornalismo em tempos de Pandemia» vai debater os desafios colocados aos profissionais da informação a partir da crise pandémica de COVID – 19. Questões éticas, sobretudo relacionadas com o rigor da informação difundida e a necessidade de acompanhar um processo em constante mutação, constrangimentos colocados à produção noticiosa devido ao teletrabalho e a redução do contacto com as fontes, bem como o combate à desinformação nas redes sociais, serão alguns dos temas a abordar pelos convidados. O debate, moderado por Paulo Martins, investigador e professor de jornalismo no ISCSP, será entre Hugo Aznar, investigador e professor de Ética da Comunicação da Universidade Cardeal Herrera, Espanha, e Isabel Nery, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Português, investigadora e doutoranda em Comunicação no ISCSP. O webinar é aberto e poderá ser acompanhado através do link https://bityli.com/eLjSC  

SJ pede esclarecimentos urgentes à PGR sobre vigilância de jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas pediu hoje esclarecimentos urgentes à procuradora-geral da República (PGR) depois de ter sido informado de que dois jornalistas de dois órgãos de informação terão sido vigiados por autoridades públicas, numa clara violação do seu sigilo profissional e da proteção das fontes de informação. O caso mencionado está descrito em vários órgãos de informação (desde logo naqueles para que trabalham os jornalistas visados, aqui https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/ministerio-publico-mandou-psp-vigiar-e-fotografar-jornalistas e aqui https://tvi24.iol.pt/sociedade/vigilancia/ministerio-publico-manda-psp-espiar-jornalistas). O Sindicato dos Jornalistas solicitou esclarecimentos urgentes à PGR sobre esta matéria e um cabal e rápido apuramento de responsabilidades, alertando para a gravidade deste precedente e os constrangimentos que coloca ao exercício de um jornalismo livre e independente, fundamental em democracia.

Eleições para os corpos gerentes do SJ

Nos termos dos Estatutos do Sindicato dos Jornalistas (SJ), publica-se a convocatória relativa à assembleia eleitoral para os órgãos nacionais e regionais do SJ, que se realiza no dia 8 de março de 2021, com a possibilidade, pela primeira vez,  do recurso à votação eletrónica. ASSEMBLEIA GERAL ELEITORAL CONVOCATÓRIA Nos termos dos Estatutos, convoca-se a Assembleia Geral do Sindicato dos Jornalistas a reunir, em sessão ordinária, no dia 8 de março de 2021, às 10h00, para ELEIÇÃO DOS CORPOS GERENTES NACIONAIS (Mesa da Assembleia Geral, Conselho Geral, Conselho Fiscal, Direcção Nacional e Conselho Deontológico) E DAS DIREÇÕES REGIONAIS DOS AÇORES E DA MADEIRA PARA O TRIÉNIO DE 2021/2023.  A eleição dos Corpos Gerentes Nacionais e das Direções Regionais dos Açores e da Madeira para o triénio de 2021/2023 será efetuada por meio eletrónico, por correspondência ou presencialmente. A votação presencial poderá ser efetuada nas mesas de voto, abertas entre as 10h00 e as 20h00, nos seguintes locais: – na sede… ler mais

Jornalistas de “A Bola” sem subsídio de Natal

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) está cada vez mais preocupado com a situação que estão a viver os jornalistas de A Bola, A Bola TV e Auto Foco, que, depois de não terem recebido o subsídio de férias, veem agora a empresa a não pagar o subsídio de Natal, violando o estipulado no Código do Trabalho. O atropelo aos direitos dos trabalhadores seria sempre grave, mas torna-se inaceitável quando cerca de 70 profissionais da Sociedade Vicra Desportiva (detentora do jornal A Bola e da revista Auto Foco) e da Sociedade Vicra Comunicações (proprietária de A Bola TV) estão desde março em lay off, com uma violenta redução salarial, de mais de dois terços. Tendo em conta a violação dos deveres da empresa e constituindo a falta de pagamento dos subsídios de férias e Natal uma contraordenação laboral grave, o SJ fez uma exposição à ACT (Autoridade para as Condições do Trabalho), esperando que esta entidade possa agir o mais rapidamente… ler mais

Comissária europeia no Dia Nacional da Imprensa

A vice-presidente da Comissão Europeia para os Valores e a Transparência, Věra Jourová, vai participar no programa do Dia Nacional da Imprensa, organizado pela Associação Portuguesa de Imprensa, que celebra 60 anos. Este ano em formato digital e sob o tema “Luta contra a Desinformação”, o evento terá lugar ao longo de todo o dia de quinta-feira. Às 10h00, a comissária Věra Jourová vai explicar os planos de ação para apoiar a recuperação e a transformação dos setores da comunicação social e do audiovisual, particularmente afetados pela crise do coronavírus. Falará ainda sobre a luta contra a desinformação, nomeadamente no contexto da pandemia. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, fará a abertura do evento ( programa completo aqui) , sujeito a inscrição.

Prémio de Jornalismo «Fernando de Sousa»: vencedores da edição de 2020

Foram hoje entregues os Prémios de Jornalismo Fernando de Sousa, a que concorreram 93 trabalhos. Durante a cerimónia, transmitida em direto via streaming, foram divulgados os vencedores da quarta edição deste galardão. Os vencedores são: Categoria Estudante  – Mariana Teófilo da Cruz, da Universidade Nova de Lisboa, com a reportagem «Cinco escolhidos, cinco esquecidos», sob a coordenação do professor de Pedro Coelho e publicada no REC – Repórteres em construção. Categoria Regional – o prémio foi atribuído ex aequo a Cristiana Alves, com o trabalho  «Jovens voluntários além-fronteiras», no Diário de Leiria, e à equipa composta por Filipe Ribeiro e Daniela Parente, pelo trabalho «Voluntários trocam grandes centros urbanos pela preservação do ambiente em Vila Pouca de Aguiar»,  publicado no Notícias de Aguiar. Categoria Nacional –  Duarte Baltazar e João Junça pela reportagem «Linha da Frente: o despertar da ilha», transmitida pela RTP.  

Morreu o jornalista Carlos Machado

Carlos Machado, que há vinte anos ocupava o cargo de chefe de redação do jornal O Jogo, morreu esta madrugada. O jornalista, de 58 anos, passou pelo “Comércio do Porto”, pelo “Diário de Notícias”, pela  “A Capital” e pelo “Norte Desportivo” antes de entrar n’ “O Jogo” em 1985 , ano da fundação do desportivo. O Sindicato dos Jornalistas (SJ) lamenta a morte do associado Carlos Machado e envia condolências à sua família e aos seus camaradas de redação.