SJ reivindica apoios de médio e longo prazo para o setor

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) considera positivo o apoio de emergência ao setor da comunicação social anunciado hoje pelo Governo, mas realça que não é suficiente e que se impõem medidas de médio e longo prazo para responder a uma crise estrutural, agora agravada com o contexto da pandemia de covid-19.

O Governo anunciou hoje uma compra antecipada de publicidade institucional no valor de 15 milhões de euros, como medida de apoio de emergência para o setor, sendo que 75% da verba se destina a órgãos nacionais e 25% a órgãos regionais e locais.

O SJ saúda que a Literacia para os Media esteja entre os temas das campanhas institucionais que farão parte desse pacote de publicidade institucional antecipado.

O SJ junta-se ao Governo no destaque do papel do jornalismo e dos jornalistas para o sucesso da campanha sanitária em resposta à pandemia de covid-19.

Na defesa de um jornalismo livre, independente e plural, o SJ afirma-se disponível para continuar a dialogar com o Ministério da Cultura, nomeadamente com o secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, que se comprometeu – o que é de louvar – em passar, desde já, a discutir sobre as medidas a adotar no futuro para apoiar o setor, recordando as propostas já enviadas à tutela (documento aqui).