QUARTA-FEIRA
23 de Maio de 2018 | 06:26

FIJ lamenta morte de dois jornalistas no Iraque

Publicado a 21/06/2017 NOTÍCIAS

Francês e curdo foram vítimas da explosão de uma mina enquanto faziam a cobertura noticiosa da batalha de Mossul, no norte do país.


A Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) lamentou a morte de dois jornalistas no Iraque, dirigindo mensagens de condolências às respetivas famílias.

O francês Stephane Villeneuve e o curdo Bakhtiyar Haddad foram vítimas da explosão de uma mina quando acompanhavam a batalha de Mossul, no norte do Iraque. Véronique Robert e Samuel Forey, outros dois profissionais de comunicação que, tal como Villeneuve, trabalhavam para a cadeia France 2, ficaram feridos.

A FIJ relembra que o Iraque permanece como um dos países mais perigosos e mortíferos para os jornalistas - 15 profissionais morreram no ano passado e, desde o início deste ano, há três vítimas mortais a lamentar.





Versão para Imprimir