SEXTA-FEIRA
15 de Dezembro de 2017 | 18:02

CDSJ alerta CSM para as condições de trabalho dos jornalistas

Publicado a 20/04/2017 CONSELHO DEONTOLÓGICO

A pedido do Conselho Superior de Magistratura, o Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas torna públicas as cartas trocadas entre ambos.


O Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas alertou o Conselho Superior de Magistratura sobre a necessidade de serem criadas condições dignas para os jornalistas poderem corretamente desempenhar o seu trabalho no acompanhamento de processos e de investigações judiciais.

O CDSJ propôs nomeadamente através da criação de espaços próprios para os jornalistas questionarem arguidos e testemunhas. Isto para evitar a situação que se vive hoje em que os jornalistas têm de esperar na rua para cumprir o seu dever de informar.

O CDSJ fez esta diligência através do envio ao presidente do CSM da deliberação sobre a Queixa nº 19/Q/2017.

O CSM respondeu ao CDSJ alegando que no caso referido na deliberação existia uma sala para os jornalistas seguirem o julgamento em causa através de transmissão das sessões.

O CDSJ esclareceu que a questão que levanta não diz respeito ao acompanhamento das sessões em Tribunal, mas sim ao facto de os jornalistas terem de esperar na rua para poderem questionar testemunhas e arguidos em processos e em investigações judiciais.

A pedido do CSM, o CDSJ torna públicas as cartas trocadas entre ambos.

Ficheiros em Anexo

CartaCarta CSMAnexoAnexo 1Resposta
Versão para Imprimir