QUARTA-FEIRA
13 de Dezembro de 2017 | 11:06
DRDR

Pulitzer para reportagens sobre os Panama Papers

Publicado a 11/04/2017 NOTÍCIAS

Premiados foram conhecidos ontem à noite. Trabalhos sobre Donald Trump e Vladimir Putin também mereceram distinções.


O trabalho de colaboração entre cerca de 400 jornalistas de 77 países sobre os Panama Papers foi distinguido com o Prémio Pulitzer na categoria de “Explanatory Reporting”, segundo divulgou a organização do galardão.

Trata-se das reportagens de divulgação sobre o escândalo de corrupção relacionado com os 11,5 milhões de documentos a que teve acesso o Consórcio Internacional de Jornalistas, no qual se incluem profissionais do Expresso e da TVI, após fuga de informação na sociedade de advogados Mossack Fonseca, em abril do ano passado.

Entre os distinguidos nas 21 categorias realce ainda para casos como os de David Fahrenthold (Washington Post), premiado pelo seu acompanhamento da campanha de Donald Trump para as presidenciais nos EUA.

O New York Times impôs-se na reportagem internacional dedicada a Vladimir Putin; o Charleston Gazette-Mail ganhou em reportagem de investigação, enquanto na categoria de serviço público o New York Daily News e o site Propublica foram os premiados.

O freelancer Daniel Berehulak e E. Jason Wambsgans, do Chicago Tribune, encontram-se entre os agraciados em fotografia.

Atribuídos desde 1917, os Pulitzer são os galardões mais importantes do Jornalismo nos Estados Unidos.

Versão para Imprimir