Menu Fechar

SJ solidário com trabalhadores da TSF

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) reitera  o seu  apoio à luta dos trabalhadores da TSF, que  decidiram dar um prazo  aos acionistas do Global Media Group (GMG) para  esclarecerem a anunciada reestruturação do grupo, a qual contestam, a situação financeira do mesmo, os motivos que levaram à demissão do diretor da rádio, Arsénio Reis, e ainda o plano traçado para o futuro da rádio.

 

Findo esse prazo, os trabalhadores admitem recorrer a diversas formas de luta, incluindo a greve.

A decisão,  tomada em plenário  a 15 de novembro, decorreu da “instabilidade criada com a referida reestruturação do GMG, ao qual pertence a TSF, agravada por atrasos no pagamento de salários a trabalhadores efetivos e colaboradores” e ainda da falta de informações claras e concretas sobre todas estas questões.

O SJ está solidário com os trabalhadores da TSF, lembrando que acompanha, desde o final de 2018,  a situação dos restantes trabalhadores do Global Media Group, reiterando  a sua total disponibilidade para os continuar a apoiar e a defender.

Clique aqui para visualizar a Resolução TSF