Inquérito sobre efeitos do estado de emergência no jornalismo

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) relembra que está em curso, até ao final da semana, um inquérito sobre os efeitos do estado de emergência na profissão.

A participação tem sido elevada, mas apelamos a todos que contribuam respondendo ao inquérito enviado a todos os jornalistas pela Comissão da Carteira Profissional de Jornalista (CCPJ), parceira, tal como o SJ, do estudo realizado por três universidades, o Ceis20, da Universidade de Coimbra, o ICS  e o CAPP, da Universidade de Lisboa, e o CECS, da Universidade do Minho.

Quanto mais respostas forem obtidas, maior o universo abrangido e melhor poderá ser analisado o contexto em que atualmente se desempenha a profissão em Portugal, depois das seis semanas consecutivas de duração do estado de emergência.

O estudo pretende saber como é que a pandemia se está a repercutir na situação profissional dos jornalistas, que questões ético-deontológicas se tornaram sensíveis no contexto da crise sanitária e que efeitos pode ter esta nova situação na qualidade da informação produzida.

O inquérito dirige-se a todos os detentores de título profissional de jornalista registados na base de dados da CCPJ.

As respostas podem chegar até 8 de junho, devendo os resultados ser conhecidos no final do mês.