O Parlamento Europeu apresenta hoje o prémio de jornalismo Daphne Caruana Galiza.

A cerimónia do prémio decorrerá online esta sexta-feira, das 12:30 às 13:00 (hora de Bruxelas, menos uma em Lisboa), na página do Facebook do Parlamento Europeu (PE).

A vice-presidente do PE, Hedi Hautala (Verdes, Finlândia), e o eurodeputado David Casa (PPE, Malta) vão conduzir a cerimónia. O filho da jornalista homenageada, Andrew Caruana Galizia, vai participar remotamente, a partir de Malta. O público poderá colocar questões aos oradores.

O prémio, que irá distinguir o jornalismo que reflita os princípios e valores da União Europeia, é lançado por ocasião do terceiro aniversário do assassínio da jornalista de investigação maltesa.

Daphne Caruana Galiza, jornalista de investigação e blogger maltesa, foi morta num atentado com um carro armadilhado, a 16 de outubro de 2017. Dedicava-se ao jornalismo de investigação, denunciando casos de corrupção governamental, branqueamento de capitais e crime organizado.

O Parlamento Europeu irá dar início, em breve, ao processo de seleção de uma organização independente que irá estabelecer os critérios para a atribuição do prémio e o júri. O concurso para selecionar esta organização será lançado ainda este ano.

O convite e a apresentação de nomeações ao prémio serão lançados por volta do dia 3 de maio de 2021 – Dia Mundial da Liberdade de Imprensa.

A cerimónia de entrega do prémio irá ocorrer anualmente perto da data do aniversário da morte de Daphne Caruana