Museu Nacional da Imprensa homenageia Georges Wolinski com exposição

A mostra, que inclui centenas de edições do jornal satírico Charlie Hebdo e alguns desenhos originais do cartoonista, é inaugurada no sábado, dia 17, às 16h00.

O Museu Nacional da Imprensa vai inaugurar, no sábado, dia 17, às 16h00, uma exposição que pretende homenagear os jornalistas mortos no ataque contra a sede do jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris, em particular o cartoonista Georges Wolinski, presidente do júri do PortoCartoon desde 2004 e uma das vítimas mortais do massacre de dia 7 de Janeiro.

O Sindicato dos Jornalistas foi convidado e a presidente da direcção, Sofia Branco, estará presente.

Georges Wolinski – que será nomeado presidente honorário do júri do PortoCartoon – tinha o título de 1.º Cidadão Honorário do Porto-Capital do Cartoon.

A par desta iniciativa, o Museu Nacional da Imprensa está a promover uma campanha escolar denominada “HUMOR SIM, ÓDIO NÃO”, que pretende promover o debate sobre liberdade de imprensa, nas escolas de todos os níveis de ensino.
Em curso está ainda criação de uma galeria virtual Je suis Charlie, resultado do convite dirigido pelo Museu aos cartoonistas de todo o mundo, no sentido de participarem numa homenagem o Charlie Hebdo.