ERC analisa notícias sobre crimes contra autodeterminação sexual

O Conselho Regulador (CR) da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) vai analisar materiais jornalísticos suspeitos de “violação grave e flagrante da reserva da intimidade da vida privada de crianças, jovens e adultos vítimas de crimes contra a autodeterminação sexual”.

De acordo com uma informação afixada em 26 de Junho no sítio da ERC, o CR “tem verificado um aumento significativo do número de notícias, publicadas, nomeadamente, na imprensa de grande expansão, em que se detecta violação grave e flagrante da reserva da intimidade da vida privada de crianças, jovens e adultos vítimas de crimes contra a autodeterminação sexual”.

“Para além da apreciação e deliberação em relação a casos concretos”, o CR da ERC decidiu “proceder a uma análise sistemática do tratamento desses crimes naqueles órgãos de comunicação social”, acrescenta.

Os resultados daquela análise serão divulgados oportunamente e, acentua, “sendo caso disso, servirão de base para a adopção de medidas regulatórias de carácter geral que preservem devidamente os valores acima referidos”.