Petição a favor do direito a informar através de fotografias

O Festival Internacional de Fotojornalismo “Visa pour l’Image” e a revista francesa “Paris Match” lançaram uma petição a favor do direito a informar através de fotografias, depois de o Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) ter deliberado que é necessário receber autorização prévia dos familiares das vítimas antes de publicar uma fotografia de um ataque, por forma a respeitar o direito da família ao luto.

O processo judicial que motivou esta deliberação opôs os familiares de Claude Erignac à “Paris Match”, por a família considerar que a revista desrespeitou o seu direito à privacidade ao publicar uma fotografia do corpo do político francês deitado no chão, depois de este ter sido morto com um tiro nas costas numa rua da Córsega em 1998, por motivos políticos.

A petição, apelidada de “Apelo de Perpignan”, já recebeu o apoio da Federação Europeia de Jornalistas (FEJ), tendo o presidente Arne König considerado que a deliberação do TEDH “vai contra o princípio da liberdade de imprensa e priva o público europeu do seu direito a ser informado”.

“Fotografias como as de Claude Erignac podem perturbar mas têm valor noticioso. Elas testemunham os ataques sofridos pelas nossas próprias democracias na Europa e muitas vezes demonstram ser uma forma crucial de chamar a atenção dos cidadãos europeus para conflitos esquecidos noutras partes do mundo”, afirmou Arne König, lembrando que o caso de Erignac levou a opinião pública corsa a manifestar-se pela primeira vez para exigir a restauração da lei e da ordem na ilha.