Jornalistas da BBC ameaçam fazer greve

Os jornalistas da BBC estão dispostos a avançar para a greve caso a administração da empresa persista na intenção de despedir oito trabalhadores, não obstante centenas de funcionários se terem já voluntariado para rescindir contrato e a empresa ter recentemente colocado dúzias de anúncios para preencher vagas disponíveis.

Colocados em perigo pela administração estão 5 postos de trabalho na BBC News, dois na BBC People e um na New Media, uma situação criticada pelo Sindicato Nacional de Jornalistas britânico (NUJ), que avisou desde o início que não iria aceitar despedimentos compulsivos na empresa e que já lamentou a “incompetência ou intransigência” da administração da emissora de serviço público.

Os representantes do NUJ vão reunir-se com outros sindicatos de trabalhadores da BBC nos próximos dias para definir datas para a greve, que deverá ocorrer durante o mês de Fevereiro, caso se mantenha a intransigência da BBC.