Greve teve adesão expressiva dos jornalistas

A participação dos jornalistas na greve de 10 de Dezembro foi analisada pela Direcção do Sindicato, que salienta, em comunicado, a “expressiva adesão de muitos jornalistas” e “o empenho e dedicação dos delegados e outros activistas sindicais”.

A Direcção do Sindicato dos Jornalistas (SJ) salienta que “a justeza da luta encetada e a identificação com os objectivos do pré-aviso de greve do SJ confirmam a importância do papel profissional dos jornalistas, que não é alheia à sua inserção na sociedade”.

Foi convocada para dia 18 uma reunião do Conselho de Delegados Sindicais, para aprofundar a análise da situação no sector.

É o seguinte o texto integral do comunicado do SJ:

OS JORNALISTAS E A GREVE DE 10 DE DEZEMBRO

1. “A Direcção do Sindicato dos Jornalistas (SJ) analisou hoje a participação dos jornalistas na jornada de luta realizada em 10 de Dezembro, a qual teve por pano de fundo, por um lado, a grave situação no sector da Comunicação Social e a sua agudização se vier a ser aprovado o Código do Trabalho, e, por outro, a solidariedade para com os trabalhadores portugueses.

2. “A Direcção concluiu que, além da expressiva adesão de muitos jornalistas à paralisação total ou parcial, é de sublinhar as diversas formas através das quais muitos outros profissionais transmitiram a sua preocupação para com a situação concreta em que os trabalhadores se encontram e os riscos evidentes do seu agravamento.

3. “A Direcção sublinha igualmente o empenho e dedicação dos delegados e outros activistas sindicais que, nas suas redacções, souberam acolher e interpretar os sentimentos de profunda inquietação dos jornalistas face à situação nas empresas, no sector e na sociedade portuguesa, bem como concretizar as formas de luta adoptadas.

4. “A justeza da luta encetada e a identificação com os objectivos do pré-aviso de greve do SJ confirmam a importância do papel profissional dos jornalistas, que não é alheia à sua inserção na sociedade.

5. “O SJ reafirma a sua disponibilidade para partilhar todos os esforços de convergência com o objectivo de inverter a lógica de imposição de um Código do Trabalho injusto e inaceitável.

6. “A Direcção decidiu convocar para o próximo dia 18 uma reunião do Conselho de Delegados Sindicais, para aprofundar a análise da situação laboral nas empresas e no sector da Comunicação Social.”