Greve na Grécia em defesa da segurança social

Os sindicatos de jornalistas gregos anunciaram greves para 27 de Novembro e 12 de Dezembro como forma de protesto contra os plano do governo de enfraquecer substancialmente o sistema de segurança social da classe.

Esta luta sindical conta com o apoio da Federação Europeia de Jornalistas (FEJ) e da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ), organizações que criticam a utilização por parte do governo dos fundos de segurança social dos jornalistas, bem como da tentativa de aumentar a idade da reforma e de proceder a cortes nos valores das pensões.

As duas federações internacionais manifestaram ainda solidariedade com a exigência feita pelos sindicatos de que as reformas dos trabalhadores sejam geridas por instituições de segurança social autónomas e independentes e instaram a que sejam enviadas mensagens de apoio aos grevistas através do e-mail dralli@esiea.gr.

Recorde-se que em 2006 os jornalistas portugueses também foram alvo de medidas parecidas por parte do Governo socialista liderado por José Sócrates, que acabou com o sistema de comparticipações de despesas de saúde da Caixa de Previdência e Abono de Família dos Jornalistas.