ERC alerta para práticas publicitárias ilegais

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) emitiu a 31 de Janeiro uma deliberação onde alerta para o facto de vários órgãos estarem a seguir práticas publicitárias susceptíveis de contrariarem os normativos legais e deontológicos que regem a actividade jornalística, ao confundirem conteúdos publicitários e editoriais.

Dando como exemplo o aumento da publicidade redigida e a ausência da identificação “PUB”, a ERC revela-se preocupada por as referidas práticas publicitárias se estarem a tornar “particularmente invasivas dos espaços jornalísticos, acarretando a descontinuidade e desmembramento de textos noticiosos, por interposição das mensagens publicitárias no seu interior.”

Para o Conselho Regulador da ERC, estas práticas “põem também em causa princípios básicos do jornalismo”, motivo pelo qual apela “à autodisciplina jornalística”, uma vez que cabe a cada órgão prevenir e fiscalizar as situações descritas, sob pena de contrariar a deontologia da profissão e incorrer em coimas previstas na legislação.