Dez suspeitos detidos no âmbito do caso Politkovskaya

O procurador-geral russo Yuri Chaika anunciou a 27 de Agosto que dez pessoas foram detidas por suspeitas de envolvimento no assassinato da jornalista de investigação Anna Politkovskaya, ocorrido a 7 de Outubro de 2006 em Moscovo.

Mostrando-se satisfeitas com a informação, organizações como o Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ), a Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) e a Repórteres Sem Fronteiras (RSF) instaram no entanto as autoridades a tornar públicos mais pormenores sobre o caso e a levar perante a justiça não só os executores como também os mandantes do crime.

Da pouca informação já adiantada pelas autoridades, destaca-se o facto de os suspeitos detidos entre 15 e 23 de Agosto deste ano serem, ou terem sido, funcionários dos serviços secretos, agentes da polícia e membros de grupos mafiosos especializados em assassinatos contratados.