Conflitos de interesse de jornalistas devem ser auto-regulados

A Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) solicitou ao governo grego que evite “legislar à pressa” sobre alegados conflitos éticos de interesse dos jornalistas, uma vez que essa é uma questão que deve ser resolvida com auto-regulação no seio da classe.

Segundo a FIJ, existem queixas de que alguns repórteres gregos estão a receber pagamentos de fontes do sector público ao mesmo tempo que cobrem, enquanto jornalistas “independentes”, assuntos relativos à administração pública.

“Esta é uma questão muito grave que deve ser resolvida pelos próprios jornalistas”, afirmou o secretário-geral da FIJ, Aidan White, sublinhando que “fazer leis à pressa poderá ser nocivo para a liberdade de imprensa”.

Destacando que os sindicatos ligados à FIJ na Grécia estão prontos a cooperar com o governo na resolução deste caso, Aidan White reforçou que “os jornalistas têm de estar conscientes das suas responsabilidades éticas e evitar conflitos de interesse”.