Computador de jornalista italiana apreendido

O computador de Fiorenza Sarzanini, jornalista do “Corriere della Sera”, foi confiscado pelas autoridades no âmbito de uma investigação sobre futebol, um acto que é encarado com grande preocupação pela Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI).

“Este é o enésimo acto contra a actividade jornalística e contra as regras elementares do direito à informação que uma parte da magistratura, cada vez mais amiúde, decide tomar com vista a obter informação sobre as fontes dos jornalistas”, critica a FNSI, exprimindo a sua solidariedade para com a camarada do “Corriere della Sera”.

Como a 20 de Junho entrou em vigor um novo ordenamento judiciário que limita fortemente a actividade dos jornalistas da área de justiça, a FNSI, juntamente com a Associação Lombarda de Jornalistas e a Associação da Imprensa Romana, pediu um encontro urgente com o ministro da Justiça, Clemente Mastella, de modo a encontrar uma solução para as muitas limitações da actividade jornalística que têm vindo a ocorrer em Itália.