Vídeo de equipa televisiva confiscado na Bielorrússia

A polícia bielorrussa confiscou a 27 de Janeiro três cassetes de vídeo de uma equipa televisiva da estação ucraniana Inter, alegando que as filmagens – que continham entrevistas com habitantes da região de Gomel acerca das eleições presidenciais de Março – eram “anti-Estado”.

Em declarações ao diário ucraniano “Kommersant”, o jornalista Aleksei Ivanov, da Inter, afirmou que as filmagens não passavam de “comentários de pessoas que lamentavam que, mais uma vez, não se fosse realizar uma eleição presidencial mas uma eleição de Lukashenko”.

Esta apreensão motivou o protesto do Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ), que exigiu a devolução imediata das filmagens à Inter e, segundo um porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros bielorrusso, o ministério homólogo ucraniano também pediu esclarecimentos acerca das cassetes confiscadas.