Três jornalistas suíços indiciados por violarem “segredos de defesa”

Os jornalistas suíços Christoph Grenacher, Sandro Brotz e Beat Jost, todos do semanário “SonntagsBlick”, foram indiciados por um tribunal militar suíço por “violação de segredos de defesa”, devido à publicação a 8 de Janeiro de 2006 de um documento com os supostos locais de detenção e métodos de interrogatório usados pela CIA.

Os três profissionais vão ser julgados em Abril, provavelmente à porta fechada, na cidade de St. Gall, no norte do país, e enfrentam penas até cinco anos de prisão, uma vez que o documento alegadamente causou consideráveis danos ao serviço de inteligência estratégica da Suíça.

Em reacção ao caso, a Repórteres Sem Fronteiras (RSF) relembrou que o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou no passado a Suíça por violar o artigo 10º da Convenção Europeia dos Direitos Humanos num caso similar.