Protesto contra nomeações políticas no serviço público romeno

A nomeação política de dez dos treze membros dos conselhos de administração da rádio e da televisão pública da Roménia, aprovada a 5 de Abril pela Câmara de Deputados, mereceu o protesto do sindicato romeno MediaSind, que irá manifestar-se hoje, 12 de Abril, frente ao parlamento e amanhã, dia 13, perante o edifício do governo.

Em comunicado, o sindicato romeno diz ainda que “os critérios para apurar os futuros membros dos Conselhos de Administração são insuficientes para garantir independência editorial”, sublinhando também que “o documento não garante a independência financeira necessária para originar uma verdadeira liberdade editorial”.

Apoiando os protestos da estrutura sindical romena, a Federação Europeia de Jornalistas (FEJ) considera esta lei como uma ameaça séria à independência do serviço público na Roménia, país que é candidato à União Europeia, e, instando as autoridades romenas a debater devidamente o tema, recorda que em 2005 uma lei polémica sobre a radiodifusão pública na Eslovénia motivou um referendo.