Polícia bielorrussa agride e detém jornalistas

Três jornalistas foram agredidos e quatro foram detidos pelas forças de segurança bielorrussas quando tentavam fazer a cobertura da agressão e detenção do candidato presidencial da oposição, Alyaksandr Kazulin, por parte de polícias à paisana.

Numa tentativa de intimidar os jornalistas e silenciar a forma como o regime de Aleksandr Lukashenko está a tratar a oposição eleitoral, a polícia de Minsk deteve os jornalistas Siarhei Hryts, Vasil Fiedasienka, Yulia Darashkevich e Dzmitry Brushko.

As autoridades agrediram ainda com violência Oleg Ulevich, correspondente do “Komsomolskaya Pravda”, e os repórteres de agência Siarhei Pulsha, da BelaPAN, e Dmitry Madorsky, da Reuters, que foram todos hospitalizados devido a ferimentos vários na cabeça.

A Associação Bielorrussa de Jornalistas, apoiada pela Federação Internacional de Jornalistas (FIJ), emitiu uma declaração de protesto pelo incidente.