Jornalistas italianos organizam manifestação-concerto

A Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI) agendou para 20 de Julho, a partir das 21h30, uma manifestação-concerto em Roma em defesa de um jornalismo autónomo e livre e para afirmar os direitos dos jornalistas dependentes e precários.

Com esta acção, o sindicato italiano pretende alertar contra o “grave atentado à democracia” que representa o desmantelamento dos direitos conquistados pela classe ao longo de anos e o aumento da flexibilidade e da precariedade no sector jornalístico de Itália. De referir que o contrato colectivo com a organização patronal FIEG expirou há ano e meio, minando a autonomia e liberdade dos jornalistas.

Além dos profissionais dos média, a manifestação-concerto vai contar com a presença de personalidades de áreas como a política, os sindicatos, a literatura, o teatro, o cinema, a música e a sociedade civil.