Jornalistas do “Télérama” contra mudança de instalações

Os jornalistas e restantes trabalhadores do semanário cultural “Télérama” ameaçam entrar em greve se a administração do jornal, que pertence aos proprietários do “Le Monde”, concretizar os planos de mudar para novas instalações.

De acordo com os trabalhadores, o novo local de trabalho, bastante distante do anterior, é mal servido de transportes públicos e afasta os jornalistas dos seus contactos profissionais.

Os jornalistas afirmam ainda que a mudança visa poupar dinheiro para combater o défice existente no “Le Monde” pelo que colocaram em circulação uma petição em que acusam o diário francês de ser um sorvedouro de recursos económicos.

Os trabalhadores do semanário lamentam ainda que o “Télérama” tenha vindo a perder a sua identidade desde que, há dois anos, passou para os donos do “Le Monde”.