Jornalistas da emissora pública grega admitem fazer greve

As precárias condições de emprego de vários jornalistas da emissora pública grega ERT poderão motivar uma greve no dia 1 de Novembro, convocada pelo Sindicato dos Jornalistas dos Jornais Diários da Macedónia e da Trácia (ESIEMTH) e apoiada pelo Comité Director da Federação Europeia de Jornalistas (FEJ).

O apoio da organização europeia da classe foi decidido na reunião de 28 de Outubro do Comité Director, que considerou os contratos a prazo em vigor na ERT como “falsos” e “proibidos pela legislação europeia” e instou a administração da emissora pública a proporcionar contratos sem termo aos trabalhadores, por forma a evitar a greve e a prevenir a ocorrência de novas condições de precariedade no futuro.