Jornalista kosovar morre vítima de ferimentos

Bardhyl Ajeti, jornalista do diário pró-governamental “Bota Sot”, do Kosovo, morreu a 25 de Junho num hospital italiano, na sequência de ferimentos provocados aquando de uma tentativa de assassinato a 3 de Junho em Gnjilane, no Leste da região.

Nos últimos anos, cerca de uma vintena de simpatizantes e activistas da Liga Democrática do Kosovo (LDK), liderada pelo presidente Ibrahim Rugova, foram assassinados, suspeitando-se que os crimes tenham sido levados a cabo por pessoas ligadas ao Partido Democrático do Kosovo (PDK), composta por separatistas de etnia albanesa.

A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) descreveu já o Kosovo como uma região altamente insegura para o trabalho jornalístico, sobretudo devido a diversas ameaças e ataques de grupos criminosos e para-políticos.