Jornalista japonês expulso da Rússia

Kosuke Tsuneoka, jornalista freelance japonês especializado no Cáucaso, foi expulso da Rússia, multado em mil rublos e proibido de entrar na Rússia durante cinco anos, na sequência de uma ordem de 2 de Dezembro do tribunal de Nazran, na Inguschia.

O ‘crime’ do jornalista nipónico foi realizar entrevistas na região sem qualquer registo ou acreditação oficial, algo que, segundo a Repórteres Sem Fronteiras (RSF), é virtualmente impossível naquela região russa, devido ao aumento das ‘zonas de acção antiterrorista’ na sequência da tragédia de Beslan.