Jornal da oposição confiscado na Bielorrússia

A polícia bielorrusa confiscou no dia 31 de Janeiro centenas de exemplares do jornal “Tovarishch”, publicação oficial do Partido Comunista Bielorrusso, sem apresentar qualquer justificação para a acção. A medida policial foi prontamente criticada pelo Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ).

Em declarações à agência noticiosa Belapan, o editor do título, Sergei Voznyak, afirmou ter cumprido todas as regras de distribuição impostas pelo governo bielorrusso, razão pela qual não compreendia a acção da polícia de Zhlobin.

A edição apreendida pelas autoridades continha notícias sobre a campanha presidencial do candidato da oposição Aleksandr Milinkevich, que a 19 de Março vai disputar o cargo ao actual presidente Aleksandr Lukashenko.

Num outro caso, ocorrido também a 31 de Janeiro, a polícia de Minsk importunou as pessoas que distribuíam o jornal da oposição “Narodnaya Volya” numa estação de metro da capital.