Greve no “La Vanguardia”

Os trabalhadores do diário catalão “La Vanguardia” estão em greve pela defesa dos postos de trabalho e contra a transferência de 239 trabalhadores para a nova sociedade CRE-A, que ficaria ao abrigo do convénio de Artes Gráficas em Fevereiro de 2007, com condições muito inferiores às do actual contrato colectivo.

O primeiro período de greve teve início às 7 horas de 7 de Setembro e prolonga-se até às 7 horas de 10 de Setembro, enquanto o segundo deverá decorrer entre as 7 horas de 11 de Setembro e as 7 horas de 12 de Setembro.

As jornadas de luta, convocadas pelo comité de empresa, ocorrem após mais de dez meses de negociações infrutíferas com a empresa e contam com o apoio do Sindicato de Jornalistas da Catalunha (SPC) e da Federação de Sindicatos de Jornalistas (FeSP).

Repudiando a estratégia das empresas de comunicação de dividir as sociedades a fim de enfraquecer os direitos alcançados pelos trabalhadores ao longo de muitos anos de luta e sacrifícios, o SPC manifestou a sua solidariedade com os trabalhadores, em particular com os mais directamente ameaçados pela vontade da administração do “La Vanguardia” em precarizar as condições de trabalho, e instou a empresa a negociar uma saída satisfatória para o conflito.