Greve de uma semana no “La Repubblica”

A redacção do diário italiano “La Repubblica” proclamou sete dias de greve a 16 de Abril, invocando uma grave ruptura com a empresa devido à recusa desta em negociar qualquer acordo sindical e por suspender, por tempo indeterminado, as substituições de trabalhadores por motivo de doença prolongada.

Após a conferência de imprensa em que anunciaram a decisão, os cerca de duzentos jornalistas do “La Repubblica” manifestaram-se espontaneamente em frente à sede da empresa editorial que detém o jornal, que é um dos mais vendidos em Itália.

O comité de redacção do jornal italiano sublinhou ainda que “o corpo redactorial do “La Repubblica” tem ordenados 20 a 30 por cento inferiores aos dos seus colegas de outros grandes grupos editoriais”, além de as horas extraordinárias não serem pagas de forma adequada.