Greve de jornalistas italianos a 9 e 10 de Dezembro

Os jornalistas dos diários, das agências de notícias, do sector audiovisual nacional e da administração pública de Itália convocaram greve para os dias 9 e 10 de Dezembro, ainda em protesto contra o impasse negocial com a Federação Italiana de Editores de Jornais (FIEG) e com a agência de emprego público Aran.

A Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI) critica sobretudo a FIEG, por esta pretender aplicar uma flexibilidade selvagem no que respeita aos colaboradores freelance, recusando acordos com o sindicato em nome destes profissionais.

Além disso, a FNSI acusa algumas empresas ligadas à FIEG de estarem empenhadas numa dura campanha de deslegitimização do sindicato e de intimidação das redacções, em alguns casos com comportamentos anti-sindicais e promessas de prémios para quem não participar na greve.

Entretanto, a reabertura das negociações com a Aeranti-Corallo, marcada para 14 de Dezembro, levou à suspensão da greve nas estações radiodifusoras regionais, esperando a FNSI que seja possível chegar a um acordo que satisfaça ambas as partes.