Governo italiano promove reunião entre sindicato e patrões dos média

O governo italiano convocou a Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI) e a Federação Italiana de Editores de Jornais (FIEG) para uma reunião conjunta, por forma a tentar, mais uma vez, a via da concertação para resolver o problema da renovação do contrato colectivo de trabalho da profissão, caducado há dois anos.

Na nota em que apelavam a este encontro, o ministro do Trabalho, Cesare Damiano, e o subsecretário da Presidência do Conselho, Riccardo Levi, afirmaram que “a greve de sete dias proclamada pelos jornalistas do diário “La Repubblica” é um novo e, à sua dimensão, extremamente alarmante sinal” do clima tenso que se vive no sector e “constitui uma verdadeira ferida para a democracia italiana”.

A reunião, marcada para 23 de Abril, visa fazer o ponto da situação e explorar todos os caminhos que possam conduzir a uma solução positiva para um impasse que dura há demasiado tempo e prejudica demasiado os trabalhadores, as empresas e todo o país.