Fotojornalista búlgaro agredido pela polícia

Agentes da polícia búlgara agrediram a 16 de Maio o fotojornalista Emil Ivanov, por este ter fotografado, à saída de uma audiência, os seguranças privados de uma das testemunhas e polícias que vestiam coletes à prova de bala e carregavam armas automáticas, precauções invulgares em casos do género no Palácio da Justiça de Sofia.

Depois de o jornalista, de 55 anos, se ter recusado a eliminar as fotografias, os agentes arrastaram-no para um túnel próximo e agrediram-no com os bastões.

Emil Ivanov está disposto a processar os polícias que o espancaram, uma vez que há provas do ataque captadas em filme por outros jornalistas presentes no local.