Dois dias de greve num diário gratuito italiano

Os jornalistas do diário gratuito italiano “City”, pertencente ao grupo Rizzoli-Corriere della Sera, iniciaram a 4 de Abril uma greve de dois dias, uma decisão tomada em assembleia de redacção como resposta ao fraco reconhecimento dado pela empresa à redacção deste título.

Apesar da redacção do “City” assumir diversas responsabilidades de há três anos a esta parte – em virtude das edições próprias para as cidades de Milão, Bolonha, Florença, Roma, Nápoles e Bari –, a empresa não as tem feito acompanhar de benefícios económicos para os jornalistas.

O comité de redacção daquele que é um dos principais diários gratuitos de Itália garante que tentou até ao fim dialogar com a empresa para evitar a greve.

Contudo esta não terá tomado qualquer gesto decisivo para evitar os dois dias de paralisação, que vão impedir a saída do jornal a 5 e 6 de Abril nas seis cidades onde este já é distribuído e ainda em Turim, Génova e Verona, onde a primeira edição estava prevista para 5 de Abril.