Cinco dias de greve na Telearena

A assembleia de redacção da Telearena decidiu proclamar cinco dias de greve, o primeiro dos quais se realizou a 1 de Setembro, ficando os outros quatro para datas ainda a comunicar pelos trabalhadores daquela estação televisiva italiana.

A decisão dos jornalistas foi motivada pela atitude autista das chefias face a diversos problemas, como a aplicação unilateral de contratos de trabalho durante dois anos (contra a vontade dos jornalistas, que pretendiam negociá-los) ou a criação de um espaço na redacção para os colegas da Radio Verona (que teriam ficado mais bem colocados noutros espaços livres).

Além destes problemas que afectam o trabalho diário, a recusa do director em transmitir a 29 de Agosto um comunicado sindical piorou ainda mais o ambiente na redacção, que a cinco dias da entrada em vigor da programação outonal ainda não havia recebido do director o plano editorial pelo qual se deverá reger, “arriscando a qualidade do produto” televisivo.

A redacção aproveitou ainda a ocasião para recordar às chefias que os estagiários não podem ser usados como jornalistas.