CD considera improcedente queixa contra Isabel Lacerda

Posição do Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas sobre a queixa apresentada pelo clínico João Sá contra Isabel Lacerda (síntese) – 29 Novembro de 2007 – Relator António Melo

O clínico João Sá queixou-se, por correio electrónico enviado para o SJ em 29/9/07, que chegou ao CD na sua reunião de 9/10/07, de uma reportagem publicada na revista Sábado de 30/8/07 e da responsabilidade da jornalista Isabel Lacerda, intitulada Os Dr. House Portugueses. Considerava o clínico que o tratamento dado pela jornalista às suas declarações atentava contra a sua «dignidade pessoal e profissional» e deixava implícito que a reportagem em acusação podia trazer perigos para a saúde pública.

Depois de ouvidas as partes e analisadas as peças em discussão o CD concluiu que a jornalista não infringira qualquer preceito do Código Deontológico dos Jornalistas.