Caçadores agridem jornalistas em Malta

Caçadores malteses atiraram garrafas e pedras à polícia e aos jornalistas durante um protesto realizado a 7 de Março na capital do país, La Valletta, provocando ferimentos em cinco profissionais dos média.

O caso mais grave foi o de Darrin Zammit Lupi, fotógrafo do “The Times”, que viu o seu equipamento danificado e foi hospitalizado após ter sido atingido na face, enquanto Julia Farrugia e Ray Attard, ambos do jornal “Illum”, Brandon Pisani, do “l-orizzont”, e o fotojornalista Ben Borg-Cardona, de “The Malta Independent”, sofreram ferimentos ligeiros.

Este último jornalista sofreu ainda danos materiais e roubo de equipamento por parte dos caçadores e foi ameaçado – juntamente com Julia Farrugia – por representantes da Federação de Caça, Armadilhas e Conservação, entidade que organizou o protesto.

O Instituto de Jornalistas Malteses, a Federação Europeia de Jornalistas e a Federação Internacional de Jornalistas apelaram ao governo maltês para que garanta a segurança dos elementos dos média e tome medidas duras contra os responsáveis pelos ataques.