Bulgária acusa dois jornalistas de espionagem

As autoridades búlgaras decidiram acusar de “espionagem” o jornalista romeno George Buhnici, da Pro TV, e o repórter britânico Justin Rowlatt, da BBC, por uso ilegal de câmaras escondidas.

A decisão de apresentar queixa do profissional romeno – que usou uma câmara escondida no âmbito de um trabalho sobre tráfico de cigarros numa loja duty-free na fronteira romeno-búlgara – foi tomada pela procuradoria de Ruse a 22 de Novembro.

Já no caso do jornalista britânico – que se fez passar por empresário e filmou às escondidas uma tentativa de suborno a Ivan Slavkov, elemento búlgaro do Comité Olímpico Internacional, para que este apoiasse a candidatura de Londres aos Jogos de 2012 – a procuradoria de Sófia abriu uma investigação preliminar a 19 de Novembro e pretende acusá-lo igualmente de “incitação à corrupção”.

A acusação de espionagem que recai sobre ambos os jornalistas pode valer-lhes até três anos de prisão, pena que a Repórteres Sem Fronteiras (RSF) considera “inaceitável” e “desproporcionada para uma prática tão comum entre jornalistas de investigação” que tentam obter informações de interesse público.