Menu Fechar

A raiz da Rádio

Mensagem comemorativa do  Dia Mundial da Rádio.

 

Se está a conduzir e me está ouvir, então já percebeu. Não existe outro meio de comunicação social em que pudesse fazer as duas coisas ao mesmo tempo em segurança: conduzir e ser informado.

A Rádio está em todo lado, a toda a hora, e é quase sempre a primeira a chegar… em todas as plataformas possíveis. Até, imagine-se, pelo transístor. Sim, pode ser num simples rádio a pilhas, indispensável em caso de catástrofe, num tablet ou telemóvel… pela internet.

A rádio é a imagem falada, é companhia, é não saber que música se vai seguir, são as notícias sempre em atualização, é o direto. É não ver a cara de quem nos fala mas saber quem está do outro lado. Anos a fio. É a diversidade.

O vídeo não matou as estrelas da rádio mas o mensageiro precisa de se financiar para sobreviver, sobretudo perante a queda das receitas publicitárias. Sejam as grandes rádios nacionais,  ou as locais, muito dependentes da publicidade vizinha que escasseia.

Não é um equilíbrio fácil este de tentar escapar às pressões externas, da economia ou da política, mas todos ganham com a independência da Rádio. Só assim poderá cumprir o seu papel: ser rigorosa, isenta, plural e democrática.

 

A rádio está em todo o lado, a toda a hora, e é quase sempre a primeira a chegar…em todas as plataformas possíveis. Até, imagine-se, pelo transístor. Sim, pode ser num simples radio de pilhas, indispensável em caso de catástrofe, num tablet ou telemóvel…pela internet. A rádio é a imagem falada, é companhia, é não saber que música se vai seguir, são as notícias sempre em actualização, é o directo. É não ver a cara de quem nos fala mas saber quem está do outro lado. Anos a fio. É diversidade.
O vídeo não matou as estrelas da rádio mas o mensageiro precisa de se financiar para sobreviver, sobretudo perante a queda das receitas publicitárias. Sejam as grandes rádios, nacionais, ou as locais muito dependentes da publicidade vizinha que escasseia. Não é um equilíbrio fácil este de tentar escapar às pressões externas, da economia ou da política mas todos ganham com a independência da rádio. Só assim poderá cumprir o seu papel: Ser rigorosa, isenta, plural e democrática.