Jornalistas da RDP apoiam greve de dia 10

Os jornalistas da RDP decidiram, em plenário, apoiar a greve convocada para de 10 de Dezembro pelo Sindicato dos Jornalistas (SJ), juntando-se ao vasto movimento de protesto contra a aprovação do Código do Trabalho.

O plenário da RDP decorreu na tarde de 6 de Dezembro e deliberou que os jornalistas da estação pública, estando solidários com a greve geral, serão mais úteis a noticiar e a dar conhecimento público do impacto da paralisação.

Os jornalistas que decidam trabalhar no dia 10 com aquele obejctivo farão reverter a remuneração desse dia para o Fundo de Greve do Sindicato dos Jornalistas.

É o seguinte o texto integral da deliberação do plenário dos jornalistas da RDP:

JORNALISTAS DA RDP APOIAM GREVE GERAL

“Os jornalistas da RDP, reunidos em plenário, no dia 6 de Dezembro de 2002, decidiram apoiar os objectivos do pré-aviso de greve para 10 de Dezembro, apresentado pelo Sindicato dos Jornalistas (SJ).

“Tendo em conta a indefinição sobre o futuro da empresa e do serviço público de radiodifusão;

“Tendo em conta, tal como refere o pré-aviso de greve do SJ, que:

– “Os jornalistas enfrentam uma grave ofensiva contra os seus direitos profissionais, designadamente a ameaça de desemprego e a imposição de condições de trabalho ofensivas da sua dignidade pessoal e profissional;

– “A crescente desregulação das relações de trabalho no sector cria condições objectivas para o desenvolvimento de mecanismos de censura económica, que atentam contra a liberdade de informação;

– “A Proposta de Lei de um Código do Trabalho agravaria ainda mais a situação dos jornalistas e dos outros trabalhadores do sector;

– “O dever de solidariedade com os trabalhadores portugueses e o vasto movimento de protesto contra a referida Proposta de Lei;

“os jornalistas da RDP, atendendo à especificidade da função e à sua repercussão pública, consideram que, estando solidários com a greve, serão mais úteis a noticiar e a dar a conhecer o impacto desta do que, fazendo uma greve de facto, provocando a ausência de notícias sobre uma movimentação de trabalhadores em todos os sectores da vida nacional.

“Assim, os jornalistas da RDP que estejam solidários com a greve convocada para 10 de Dezembro, mas que decidam cumprir serviço nesse dia, abdicam da sua remuneração, fazendo com que ela reverta para o Fundo de Greve do Sindicato de Jornalistas.”