CURRÍCULO DE DIANA ANDRINGA

DIANA ANDRINGA

1. Identificação:

Nome: Diana (Marina Dias) Andringa.

Nascida a 21.08.1947 em Dundo, Chitato, Lunda, Angola.

Nacionalidade portuguesa.

2. Morada e telefone

Rua Acácio de Paiva, 1-2º Dtº – 1700 Lisboa – Portugal

Telef. – 21- 8492901

3. Qualificações Académicas e Profissionais

-1º ano do Curso de Medicina (Faculdade de Medicina de Lisboa), 1964/65.

-1º Curso de Jornalismo do Sindicato dos Jornalistas, 1968. Classificação final de “Óptimo”.

– Frequência do Curso de Sociologia da Universidade de Vincennes, 1972/73.

– Curso de Iniciação ao Jornalismo em Televisão, dado por Edouard Guibert, RTP, 1978.

– Curso de Documentário em Televisão, Visnews, 1987.

– Pós-graduação em Jornalismo (ISCTE/ESCS-Lx), 1999/2000. Trabalho final: 18 valores.

4. Percurso profissional

1965/67 – Jornalista na imprensa estudantil, semi-legal. “Boletim” da CPA da FML, “Solidariedade Estudantil”.

1967/68 – Colaboradora do “Diário Popular” e “Diário de Lisboa”.

1968/69 – Jornalista na “Vida Mundial”. Sai em Agosto de 69, no âmbito de uma demissão colectiva.

1969/1970 – Tradutora. Copy-writer na agência de publicidade Ciesa-NCK.

1970/1971 – Presa pela PIDE.

1971/72 – Jornalista no “Diário de Lisboa”.

1972/76 – Após despedimento colectivo no DL, trabalha como copy-writer de publicidade, na Lintas e na Penta.

1976/77 – Jornalista na “Vida Mundial” . Sai com o encerramento da empresa pela tutela.

1978 – Autoria, com Alfredo Caldeira, da série “Sol a Sol”, 12 episódios de 25’ sobre 12 trabalhadores portugueses, representando diversas zonas do país, com realização de António Escudeiro, Manuel Costa e Silva, Rogério Ceitil.

1978/98 – Jornalista na RTP [Telejornal/Secção Internacional; “Zoom”(Actualidade Internacional); “Triangular” (Reportagem Nacional); “Informação/2 – Internacional”, “Grande Reportagem”; “Projectos Especiais” ; “Documentais e Eruditos” ; “Departamento de Artes e Documentários”. No âmbito do trabalho como jornalista da área internacional realizou entrevistas com escritores como Jorge Luis Borges e Marguerite Yourcenar e políticos como Kurt Waldheim, Paul Hartling, Delfim Neto, George Pym, Enrico Berlinguer, Georges Marchais, etc, etc…

1998/2000 – Subdirectora de Actualidades da RTP. Entrevistas e debates em “Sinais do Tempo”.

2000/2001 – Subdirectora RTP2. Programa “Artigo 37”.

Alguns programas realizados:

1979 – “Zoom” sobre Irão, em vésperas da queda do Xá; “Zoom” sobre Vietname; “A Década das Vacas Magras” (programa sobre a década de 70).

1981 – “Goa, 20 anos depois”.

1983 – um conjunto de 3 reportagens de 50’ sobre os Refugiados no Mundo, da América Central a Angola, passando pelo Japão, a Tailândia, o Paquistão e o Afeganistão; reportagem sobre “Os Miccosukee de Tamiami Trail”; reportagem de 50’sobre Macau, “Macau: a cabeça da Víbora”.

1985 – reportagem de 50′ sobre o Iraque, “Iraque, o país dos dois rios”; reportagens de 12′ sobre a guerra Irão/Iraque, crianças autistas, vigilância da costa portuguesa.

1986/88 – reportagem sobre toxicodependência, programas sobre toxicodependência e sobre sida.

1989/92 – série de 6 programas de 50’ sobre a “Geração de 60” em Portugal, e alguns aspectos políticos desse tempo, que marcaram essa geração: a ditadura, a repressão, as lutas estudantis, os movimentos de libertação e a guerra colonial;

1993 – guião, entrevistas e textos do documentário “Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul injustiçado” e uma reportagem sobre o caso de violação de uma luso-americana por quatro imigrantes portugueses em New Bedford em 1983 – “O Caso Big Dan’s, Violação numa comunidade portuguesa”;

1994 – guião, entrevistas e textos do documentário “Emanuel Nunes, no princípio era o som “.

1995 – guião, entrevistas e textos dos documentários “Humberto Delgado: Obviamente, assassinaram-no”, “Bento de Jesus Caraça, Matemático e Cidadão” e “Flora Gomes: Identificação de um país”; documentário “Uma ponte entre dois povos”; co-autoria (com Alfredo Caldeira) do documentário “Na Índia, com António de Andrade” .

1996 – documentários “Vergílio Ferreira: retrato à minuta”, “Corte de Cabelo: História de amor, Lisboa, anos 90”, “Fonseca e Costa: A descoberta da vida, da luz_ e da liberdade, também”, “David Mourão-Ferreira: retrato com palavras”, “Rómulo de Carvalho e o seu amigo António Gedeão”.

1997 – Documentários “António Ramos Rosa: Estou vivo e escrevo Sol”, “Jorge de Sena: uma fiel dedicação à honra de estar vivo” e “José Rodrigues Miguéis: um homem do povo na história da República”.

1998 – no programa “Sinais do Tempo”, reportagem sobre o combate à exclusão em Brasília ; entrevistas com o jornalista Ignacio Ramonet e o sociólogo Sami Nair.

1999 – no programa “Sinais do Tempo”, entrevista com o ex-director-geral da UNESCO Amadou M’Bow, debate com Jesus Timoteo e Enrique Bustamante (ambas com o jornalista Santos Pereira); coordenação e apresentação, com Fernanda Mestrinho, da emissão especial sobre o 25º Aniversário do 25 de Abril, “O nosso Século: 25 de Abril”; grande reportagem sobre a China, “China, 1999: Retrato em Movimento.”

2000 _ no programa “Sinais do Tempo”, entrevista com Dominique Wolton, debate com Emili Prado, José Barreiros e José Bragança de Miranda.

2001 – 27 programas “Artigo 37”, documentário seguido de debate.

Outras experiências profissionais:

1983/89 – crónica semanal no “Diário de Notícias”;

1989/90 – Directora-Adjunta do “Diário de Lisboa”;

1993/95 – crónica semanal no “Público”;

Janeiro/Abril 94 – crónica semanal na RDP;

1994 – Colaboração com Alfredo Caldeira na organização do livro “Em defesa de Aquilino Ribeiro”, prefaciado por Mário Soares;

1994/95 – Co-autoria (com Alfredo Caldeira) do argumento de um filme de ficção sobre o jesuíta português António de Andrade, o primeiro ocidental a chegar ao Tibete;

1996 – Crónicas bi-semanais na RDP. Publicação de “Demasiado”, sobre uma viagem ao mundo dos refugiados, efectuada em 83, durante um conjunto de reportagens para a RTP.

1997/98 – Responsável pela cadeira “Discurso dos Media” no Curso de Jornalismo da ESE de Setúbal; crónicas bi-semanais na RDP.

1998/99 – Responsável pela cadeira de “Documentarismo” ” no Curso de Jornalismo da ESE de Setúbal e pela de “Deontologia e Ética da Comunicação Social” na ESCS-Lx; crónicas bi-semanais na RDP.

1999 – Júri do ICAM na categoria “Documentário”.

1999/2001 – Atelier de “Jornalismo Televisivo II” na ESCS-Lx.

1999/2001 – Júri do Concurso Específico de Apoio à edição de livros na área dos Media (ICS).

5. Actuais interesses profissionais

Atelier de “Jornalismo Televisivo II” na ESCS-Lx; Membro da SOPCOM, Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação.

6. Outras informações

a) Prémios:

1985 – Prémio “Nova Gente” de Jornalismo, pelo trabalho sobre a guerra Irão/Iraque;

1988 – Prémio “Fernando Pessoa” de Jornalismo, criado pela Seguradora “Mapfre”, por um artigo publicado no “Diário de Notícias”;

1993 – Prémio de Jornalismo da FLAD, Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, pelo documentário “Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul injustiçado”.

1994 – Prémio de Reportagem Televisiva do Clube de Jornalistas, pelo documentário “O Caso Big Dan’s, Violação numa comunidade portuguesa”; Prémio de Reportagem Televisiva do Clube de Imprensa, pelo documentário “Aristides de Sousa Mendes, o cônsul injustiçado”.

1995 – Prémio “Procópio” de Jornalismo.

1996 – Prémio “Repórter X”, Clube de Jornalistas do Porto, por “Humberto Delgado, obviamente assassinaram-no”; menção honrosa do Festival de Documentário da Malaposta (com Mª João Rocha) por “Flora Gomes, identificação de um país”; Homenagem do mesmo Festival.

1998 – Menção Honrosa para “José Rodrigues Miguéis, um homem do povo na história da República”, Festival de Documentário de Vila do Conde.

b) Outras actividades

1993/1998 – Membro da Comissão de Trabalhadores da RTP

1995/1998 – Membro do Conselho de Opinião da RTP

1996/1998 – Presidente da Direcção do Sindicato dos Jornalistas

1998/2001 – Presidente da Mesa da AG do Sindicato dos Jornalistas.

Comendadora da Ordem do Infante e membro do Conselho da mesma Ordem.