O Sindicato dos Jornalistas (SJ) obteve uma subvenção do Parlamento Europeu para desenvolver um projeto relacionada com o jornalismo e as eleições europeias agendadas para 26 de maio.

Durante cinco meses, entre janeiro e maio, o SJ vai promover uma série de iniciativas para fomentar o debate sobre o Parlamento Europeu, entre jornalistas e estudantes de Jornalismo e Comunicação.

Entre essas iniciativas estão: a disponibilização, através de uma plataforma online gratuita e de acesso fácil, de uma série de informações úteis sobre as instituições europeias; um debate sobre o papel da comunicação social na proteção da democracia e na eliminação ou promoção do discurso do ódio; conversas com estudantes de Jornalismo e Comunicação de seis estabelecimentos do ensino superior sobre a importância das eleições para o Parlamento Europeu; a realização de um pequeno vídeo informativo, com jornalistas experientes em assuntos europeus, sobre a importância destas eleições; e um concurso de fotografia.

 

Últimas notícias sobre o projecto

As próximas eleições europeias realizam-se em maio de 2019, num contexto em que a União Europeia (UE) enfrenta desafios complexos e, consequentemente, oportunidades de os debelar em comum.

O Parlamento Europeu quer reforçar a sua legitimidade democrática através da participação eleitoral de um cada vez maior número de cidadãos e lançou já uma campanha institucional pan-europeia de mobilização ativa – pela defesa da democracia e contra a abstenção – visando especialmente uma geração jovem que embora se assuma como profundamente europeísta, não tem espelhado totalmente esse sentimento através do exercício do direito de voto.

A plataforma digital destavezeuvoto.eu – operacional em 24 línguas – através da qual se está a consolidar uma comunidade apartidária, está assente em voluntários de todos os Estados-membros da UE que utilizam as suas contas nas redes sociais e/ou organizam eventos, conscientes de que o seu futuro será, em larga medida, moldado pelo resultado das eleições europeias.

Em suma, este é um movimento conduzido pelos cidadãos.