Um jornalista assassinado na Colômbia e outro no México

Dois jornalistas foram encontrados mortos, a 10 de Agosto, um na Colômbia, Milton Fabiãn Sanchez, e outro no México, Enrique Perea Quintanilla.

O jornalista colombiano Milton Fabiãn Sãnchez, de 30 anos, foi alvejado a tiro por desconhecidos próximo de casa, no Bairro Novo Horizonte, em Yumbo, informa a Lusa, citando fontes policiais. Milton Sãnchez trabalhava na emissora Yumbo Estéreo.

Quanto ao corpo do jornalista mexicano Enrique Perea Quintanilla, foi encontrado pela polícia no Estado de Chihuahua, apresentando sinais de tortura. Enrique Quintanilla destacou-se na maior parte da sua carreira como repórter policial, foi porta-voz da Procuradoria-Geral da Justiça e, desde há um ano, dirigia a revista mensal independente “Duas Caras, Uma Verdade”.

Quatro jornalistas mexicanos foram assassinados nos últimos cinco anos, salienta o Comité de Protecção de Jornalistas (CPJ), assinalando que continuam desaparecidos dois outros profissionais dos média: Alfredo Jiménez Mota, repórter do “El Imparcial”, está desaparecido desde 2 de Abril de 2005, presumindo-se que esteja morto; e Rafael Ortiz Martínez, do “Zócalo de Monclava” e apresentador do noticiário radiofónico “Radio Zócalo”, desaparecido desde 8 de Julho.

Partilhe