Tribunal de recurso reduz indemnização a Richard Gizbert

Um tribunal de recurso britânico reduziu, a 21 de Agosto, a indemnização atribuída a Richard Gizbert, ex-jornalista da cadeia televisiva norte-americana ABC, pelo seu despedimento sem justa causa, passando de 99 mil libras (cerca de 147 mil euros) para 60 mil libras (89 mil euros).

A diminuição do valor ocorreu após um recurso da Disney Corporation, dona da ABC, ao qual o tribunal deu razão, eliminando a introdução de uma componente relativa a saúde e segurança no cálculo da indemnização devida ao jornalista pelo despedimento sem justa causa de que este foi alvo depois de se ter recusado a ser enviado para o Iraque em 2004.

Insatisfeito com a alteração do veredicto de Setembro de 2005, Richard Gizbert garantiu que vai recorrer da decisão, uma vez que a sentença anterior abria um importante precedente na lei do emprego e oferecia protecção acrescida a trabalhadores de várias áreas que fossem despedidos sem justa causa em casos que envolvessem motivos de saúde e segurança.

Tendo em conta os benefícios que a primeira decisão poderia trazer a todos os trabalhadores da União Europeia e uma vez que nem as 99 mil libras da indemnização original bastaram para cobrir as dívidas que Richard Gizbert teve para travar esta batalha jurídica, o Sindicato Nacional de Jornalistas da Grã-Bretanha e Irlanda (NUJ) solicita contributos financeiros para o fundo legal do caso Gizbert.