Trabalhadores da Televisión Canaria ocupam centros de produção

Os trabalhadores da Televisión Canaria encerraram-se a 24 de Maio nos centros de produção de Tenerife e Gran Canaria, como forma de pressionar a empresa a negociar o contrato colectivo, com vista a melhorar as condições laborais e profissionais dos 212 funcionários da estação.

Em Tenerife, os trabalhadores foram desalojados pela polícia ao início da tarde, após denúncia da empresa, enquanto na Gran Canaria a situação complicou-se e cerca de meia centena de pessoas permaneceu fechada nas instalações, sem acesso a água e comida devido à acção da empresa.

Os trabalhadores já fizeram saber que vão continuar a protestar e a dar a conhecer as suas reivindicações nos próximos dias e, no plenário realizado na manhã antes desta acção de protesto, também ficou decidido que não seriam cumpridos os serviços mínimos impostos pelas autoridades laborais, uma vez que estes faziam com que num dia de greve estivesse mais gente a trabalhar na empresa do que numa jornada normal.