Técnicos e administrativos da Radio France em greve

Os pessoal técnico e administrativo da Radio France está desde 4 de Abril em greve por condições salariais que dignifiquem todos os profissionais necessários ao bom funcionamento da empresa, e decidiu manter a paralisação, pelo menos, até à meia-noite de 18 de Abril.

Os grevistas acusam o presidente da estação, Jean-Paul Cluzel, de encarar as negociações com “desprezo, arrogância e falsidade”, ao não querer negociar o “novo instrumento salarial” que ele mesmo propõe.

Os sindicatos argumentam ainda que o aumento pretendido para os “trabalhadores com os mais baixos salários do grupo” é similar ao que foi aceite para os jornalistas, num acordo firmado no final do conflito que opôs estes à direcção, em Janeiro e Fevereiro de 2004.

O apoio ao protestos dos grevistas tem vindo dos mais diversos quadrantes, desde os músicos da Orquestra Nacional e da Filarmónica, que a 14 de Abril deram um concerto de solidariedade com os grevistas, aos jornalistas das redacções da France Culture e da France Info, que entretanto se juntaram ao movimento.