Tayseer Allouni novamente detido

As autoridades espanholas voltaram a deter, a 16 de Setembro, o jornalista Tayseer Allouni, da Al Jazeera, e marcaram para 19 de Setembro a sua apresentação perante um juiz em Madrid, no âmbito da investigação das acusações de que pertence à célula espanhola da Al Qaeda.

A detenção ocorreu em Granada, um dia depois do jornalista ter pedido autorização para se deslocar à Síria, por forma a estar presente no funeral da mãe, o que segundo a Repórteres Sem Fronteiras (RSF) levou a polícia espanhola a suspeitar que a oportunidade fosse aproveitada para uma fuga.

No entanto, a organização contesta essa alegada tese das autoridades, uma vez que Tayseer Allouni nunca tentou fugir desde que foi preso pela primeira vez pela polícia espanhola, já lá vão dois anos, e tem cumprido com rigor a apresentação diária na esquadra, comportamento que lhe é devido nos termos da prisão domiciliária que lhe foi concedida por motivos de saúde.

Famoso por ter sido o primeiro jornalista a entrevistar Usama Bin Laden depois dos ataques de 11 de Setembro nos Estados Unidos, Tayseer Allouni enfrenta até nove anos de prisão por cumplicidade nesses ataques, caso o veredicto do próximo dia 26 de Setembro considere como provada a sua pertença à célula espanhola da Al Qaeda.